Texto -A +A

Puberdade precoce

Sexualidade

A puberdade precoce atinge principalmente meninas e é responsável pelo surgimento prematuro de mamas e da menstruação.
Publicidade

É cada vez mais frequente o número de meninas que iniciam a puberdade precocemente. O desenvolvimento das mamas, por exemplo, que, há alguns anos, iniciava-se após os 11 anos de idade, pode ser observado em crianças com 7, por exemplo. Além dos seios, são comuns o surgimento de pelos e a ocorrência da primeira menstruação, que, em casos normais, ocorre por volta dos 12 anos e meio.

A puberdade precoce ainda não apresenta causas bem estabelecidas, mas a obesidade apresenta-se como a principal suspeita por desencadear o problema. Entretanto, outros fatores podem estar associados, como o estresse e a exposição a produtos químicos variados, como aqueles encontrados em pesticidas. Existem pesquisas que sugerem também que o sol poderia influenciar na produção de hormônios. Assim, crianças de regiões mais ensolaradas estariam mais propensas ao problema.

Apesar do desenvolvimento do corpo normalmente não desencadear problemas graves de saúde, ele está muito associado a problemas de cunho psicológico, como depressão e o início das relações sexuais sem que ocorra o devido amadurecimento emocional. Assim sendo, o recomendado é que os pais foquem principalmente no cuidado psicossocial do filho.

Muito pouco se sabe a respeito da puberdade precoce, mas pesquisadores acreditam que algumas medidas simples podem evitá-la. Para diminuir os riscos da ocorrência de desenvolvimento precoce, recomenda-se que as crianças sejam amamentadas no peito, realizem atividade física e tenham alimentação rica em verduras e legumes.

A puberdade precoce, algumas vezes, não é tratada com medicamentos, mas, a depender do caso, utilizam-se bloqueadores hormonais para retardar a menarca e promover o crescimento. Como algumas crianças necessitam desse tipo de terapia, é fundamental que pais observem atentamente o corpo dos filhos para verificar mudanças precoces. Caso seja observado um desenvolvimento incompatível com a idade, é necessária a consulta com um endocrinologista pediátrico.

Também é importante que as escolas insiram nos currículos das seres iniciais aulas sobre as mudanças que o corpo enfrenta durante o desenvolvimento. Essa medida ajuda que a criança compreenda melhor seu corpo e não se sinta muito diferente dos outros colegas de sala.

Atenção: Apesar de não haver muitos registros sobre a puberdade precoce em meninos, observou-se um aumento de casos. As principais alterações são o aumento do testículo antes dos oito anos de idade e o surgimento precoce de pelos.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Publicidade

Eleições Indiretas no Brasil

Fies

Fies

Vírgula: Mitos

Curiosidades

Você Sabia?