Texto -A +A

Os transtornos do sono.

Psicologia

Publicidade

A necessidade e o padrão de sono variam muito de pessoa para pessoa, algumas necessitam de 10 a 12 horas de sono para sentirem-se descansadas, enquanto outras podem necessitar de apenas cinco horas.


Em casos de transtorno do sono, o diagnóstico é realizado por meio de anamnese detalhada referente aos comportamentos relacionados ao sono e a sonolência.

As insônias, os contratempos do sono associados à apnéia, a narcolepsia e as parassonias são quatro grupos básicos dos transtornos do sono.

Caracterizada por relutância em adormecer, a insônia é um dos fenômenos mais comuns em saúde mental. Dormir muito durante o dia ou acordar em horas diferentes a cada dia, café em excesso durante a noite, abuso de álcool são hábitos que exercem influência sobre a insônia.

A apnéia tem por característica a ocorrência de pausas respiratórias curtas, de 10 a 50 segundos durante o sono. Em quadros de apnéia a pessoa ronca, a saturação sanguínea de oxigênio cai e ocorre um pequeno despertar.

A narcolepsia apresenta além da sonolência diurna, ataques de cataplexia, que é uma crise muito pequena de fraqueza de certos grupos musculares, ocasionando a queda da mandíbula, da cabeça, fraqueza nos joelhos. Pode ocorrer também a síndrome rara de Kleine-Levin, onde há ataques de sonolência e o paciente dorme excessivamente durante o dia e a noite, sendo esta mais comum em adolescentes e homens jovens.

Disfunções na transição sono-vigília, despertar incompleto, alterações do despertar são características das parassonias.

Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

Psicologia - Brasil Escola

Publicidade

Síndrome de Tourette

Saiu o Gabarito!

Enem

Você Sabia?

Mito ou Verdade?

Curiosidades