Texto -A +A

O que é Idade Contemporânea?

O que é História?

Iniciada com a Revolução Francesa, a Idade Contemporânea é caracterizada como o período de expansão do capitalismo a todo o globo.
Publicidade

Idade Contemporânea é uma divisão cronológica da História, compreendendo o período entre o início da Revolução Francesa, com a queda da Bastilha em 14 julho de 1789, até os dias atuais. A Idade Contemporânea representa principalmente o período de consolidação do capitalismo como o modo de produção e sua expansão por todo o globo terrestre entre os séculos XVIII e XXI.

Essa é mais uma das divisões cronológicas da História baseadas nos acontecimentos ocorridos em solo europeu. Nesse sentido, podemos até perguntar: Por que a Revolução Francesa é mais importante que a Independência dos EUA, já que muitos traços eram comuns a ambos os acontecimentos?

O principal motivo é mesmo o fato de terem sido os historiadores europeus a realizarem a divisão cronológica do que eles consideravam a História da Humanidade. Porém, a Revolução Francesa representou transformações profundas na sociedade europeia da época e teve consequências em outros continentes, como a influência nos processos de independência das colônias da América espanhola, portuguesa e francesa.

Com os ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade, a burguesia francesa e outros setores populares da sociedade conseguiram derrubar o poder político da aristocracia proprietária de terras, que havia consolidado seu poder durante a Idade Média. A conquista do poder político era a coroação de um fortalecimento econômico da burguesia que havia sido iniciado a partir de finais da Idade Média, com novas formas de produção nas cidades e no campo, além da abertura comercial no Mediterrâneo e das novas rotas marítimas no Atlântico e Pacífico.

O regime político burguês, baseado na separação dos poderes entre o Executivo, o Legislativo e o Judiciário, expandiu-se a partir da França durante a Idade Contemporânea, alcançando quase todos os locais do planeta. A ação de Napoleão Bonaparte foi importante para essa expansão, como foi também para mostrar a força de reação que detinha ainda a aristocracia, que conseguiu deter seu poderio.

Mas o desenvolvimento do capitalismo não foi detido pela aristocracia. Os séculos XIX e XX foram o período áureo do capitalismo com os imensos avanços tecnológicos. Imensas cidades foram construídas, a população cresceu exponencialmente, distâncias foram encurtadas, a ponto de o ser humano poder chegar ao espaço sideral e a pisar na lua.

Por outro lado, apesar de todas as riquezas e avanços, a Idade Contemporânea foi marcada pela manutenção da miséria de grande parte da população, mesmo com a criação de imensas riquezas. Essa contradição gerou ainda uma série de movimentos de contestação do capitalismo liberal. As principais consequências foram as lutas sociais das classes sociais exploradas, notadamente os trabalhadores assalariados, contra a exploração capitalista.

Exemplo marcante de tentativa de superação da exploração foram as revoluções, sendo a mais conhecida a Revolução Russa de 1917. Entretanto, os desenvolvimentos subsequentes da revolução representaram a reprodução da exploração, mesmo que sob o manto ideológico do socialismo. Essa forma de organização social, de propriedade estatal e domínio político e social nas mãos de um Partido Comunista, foi implantada em metade do território mundial.

O século XX foi então marcado por essa divisão entre um capitalismo de base privada e uma organização social controlada pelo Estado. Houve ainda outros regimes que marcaram a Idade Contemporânea, principalmente os chamados totalitários, representados pelo fascismo e pelo nazismo.

Outra característica nefasta da Idade Contemporânea foram as guerras. Inúmeras delas ocorreram. As maiores e mais mortíferas foram as chamadas guerras mundiais, a Primeira Guerra Mundial, que ocorreu entre 1914 e 1918, e a Segunda Guerra Mundial, entre 1939 e 1945, resultando na morte de mais de uma centena de milhões de pessoas. A ciência utilizada para fins militares resultou ainda na criação da mais letal das armas já criadas, a bomba nuclear.

Porém, a ciência possibilitou melhorias nas condições de higiene e na saúde da população, proporcionando o aumento da expectativa de vida na maior parte dos locais do planeta. A apresentação sucinta das principais características da Idade Contemporânea mostra os inúmeros aspectos contraditórios de nossa sociedade.


Por Me. Tales Pinto

Publicidade

Dica de Português

Enem 2017

Enem

Baleia Azul

Baleia Azul

Por que vacinar?

Atualidades