Texto -A +A

O que é vulcanismo?

O que é Geografia?

O vulcanismo envolve as atividades naturais de emissão e movimento do magma em forma de lava sobre a superfície.
Publicidade

O vulcanismo é o conjunto de atividades de movimentação e liberação de materiais magmáticos do interior para a superfície da Terra. É, portanto, toda e qualquer atividade relacionada com a dinâmica dos vulcões e do material por eles liberado. Os elementos liberados com o magma, geralmente rochas, cinzas e fumaça, são chamados de materiais piroclásticos.

As atividades vulcânicas são importantes informações sobre o funcionamento do interior da Terra, sendo estudadas por diversas áreas do conhecimento científico. Elas demonstram algumas propriedades do magma existente no manto superior, além de fornecer dados químicos e físicos sobre as camadas internas do planeta, muito embora algumas propriedades minerais sejam perdidas durante o deslocamento do material magmático.

Os vulcões são importantes elementos de modelagem do relevo, uma vez que a solidificação da lava por eles emitida dá origem a rochas ígneas ou magmáticas extrusivas, também chamadas de rochas vulcânicas. O exemplo mais conhecido é o basalto. Essas rochas, posteriormente, poderão dar origem aos solos, transformarem-se em rochas metamórficas ou se converterem em sedimentos que, mais tarde, poderão formar as rochas sedimentares.

O resfriamento da lava vulcânica dá origem a rochas. Na imagem, temos a formação do basalto
O resfriamento da lava vulcânica dá origem a rochas. Na imagem, temos a formação do basalto

As erupções consistem, assim, no processo de liberação do calor interno da Terra e são mais comuns nas zonas de encontro entre duas placas tectônicas. Não por acaso, localidades que costumam sofrer com terremotos também apresentam grandes vulcões, a exemplo do Chile, haja vista que esses dois fenômenos naturais estão relacionados com o tectonismo.

Apesar de os vulcões serem altamente destrutivos, causando prejuízos para as áreas humanas atingidas, as áreas ao seu redor costumam apresentar terrenos extremamente férteis. Isso ocorre em razão dos materiais por eles emitidos, basicamente constituídos por enxofre e outros elementos químicos que favorecem os solos. Em tempos remotos, essa foi uma perigosa armadilha da natureza para as sociedades humanas, que se instalavam em áreas vulcânicas para o desenvolvimento da agricultura e, posteriormente, perdiam tudo o que produziam quando os vulcões entravam em atividade.

Em termos de ocorrência, existem dois tipos de vulcanismo: o primário e o secundário. O vulcanismo primário consiste na atividade vulcânica propriamente dita. Já o vulcanismo secundário refere-se aos processos associados, como os gêiseres, aquecimento térmico da água, fumarolas, entre outros.

As atividades vulcânicas, além de modificarem os relevos e os solos nas áreas continentais e oceânicas, também são responsáveis por influenciar o comportamento das sociedades e até mesmo da atmosfera e do clima. Em alguns casos, as atividades vulcânicas elevam as temperaturas em função do aquecimento médio dos cursos d'água e dos solos. Em outros, elas provocam o efeito inverso, quando as cinzas pairam no ar por um tempo e impedem a penetração dos raios solares.

Há, inclusive, temores de eventos vulcânicos catastróficos, notadamente o caso do supervulcão de Yellowstone, nos Estados Unidos. Uma eventual erupção desse vulcão seria tão grandiosa que as cinzas orbitariam na atmosfera e consequências drásticas sobre o clima aconteceriam.


Por Me. Rodolfo Alves Pena

Publicidade

Curiosidades

Enem 2017

Enem

Atualidades

Índios do Brasil

Índios do Brasil

Baleia Azul

Baleia Azul