Texto -A +A

O que é Metrópole?

O que é Geografia?

O conceito de metrópole está relacionado com o nível de desenvolvimento de uma determinada cidade em sua função na hierarquia urbana.
Publicidade

Metrópole é uma cidade de elevado desenvolvimento urbano que organiza em torno de si uma centralidade responsável por estabelecer uma rede composta por cidades a ela dependentes, compondo uma densa rede urbana, onde se concentram as principais atividades, empregos e capitais de uma determinada região.

Quando o espaço de uma metrópole une-se de forma relevante a outras cidades (chamadas de cidades-satélites), observa-se a formação de uma região metropolitana. O fenômeno relacionado com essa união entre os diferentes espaços urbanos das cidades metropolitanas é chamado de conurbação.

No Brasil, existem atualmente 36 regiões metropolitanas institucionalizadas, ou seja, com regulamentação prevista em lei. Dessas, a maior é a de São Paulo, região conhecida como “Grande São Paulo”, com uma população de aproximadamente 20 milhões de habitantes, conforme o Censo Demográfico de 2010. Em seguida, estão as regiões do Rio de Janeiro, de Porto Alegre, de Belo Horizonte e de Recife. Na tabela a seguir estão as doze principais regiões metropolitanas do país:

REGIÕES METROPOLITANAS

POPULAÇÃO

São Paulo

19.672.582

Rio de Janeiro

11.711.233

Belo Horizonte

5.413.627

Porto Alegre

3.960.068

Recife

3.688.428

Fortaleza

3.610.379

Salvador

3.574.804

Curitiba

3.168.980

Campinas

2.798.477

Manaus

2.210.825

Goiânia

2.173.006

Belém

2.040.843

Principais regiões metropolitanas do Brasil

Em termos de hierarquia, as metrópoles são organizadas em vários níveis, desde o regional até o global, classificação que depende da complexidade das ligações e da rede com a qual a cidade em questão está relacionada. Além disso, o nível de desenvolvimento tecnológico e industrial também é um fator relevante para essa questão.

As metrópoles globais são aquelas cidades que exercem uma influência bem determinada sobre as cidades do território nacional e as zonas internacionais. Algumas delas são capazes de se interligar econômica e socialmente ao mundo inteiro, como é o caso de Nova York. No Brasil, existem duas cidades globais: São Paulo e Rio de Janeiro. Além de polarizarem todo o território nacional, elas influenciam atividades em boa parte da América Latina, em algumas regiões da Ásia e também em algumas localidades da África.

Rio de Janeiro: metrópole global
Rio de Janeiro: metrópole global

As metrópoles nacionais, como o próprio nome indica, são aquelas que não costumam extrapolar comercial e economicamente as suas relações para além do território de seus países. Mesmo assim, são consideradas cidades de elevada importância social e política, pois concentram boa parte do capital, trabalho e renda que são produzidos nacionalmente. No Brasil, as metrópoles nacionais são Porto Alegre, Belo Horizonte, Curitiba, Salvador, Recife, Fortaleza e Brasília.

Curitiba, metrópole nacional
Curitiba, metrópole nacional

As metrópoles regionais – eventualmente denominadas de centros regionais – são cidades que polarizam uma região de considerável porte no país, tornando-se uma referência econômica em nível local. Em muitos casos, são essas cidades que realizam a intermediação do fluxo de transportes e capitais entre cidades médias e pequenas com os principais centros nacionais urbanos. No Brasil, existem quatro exemplos: Manaus, Goiânia, Belém e Campinas.

Goiânia, metrópole regional
Goiânia, metrópole regional


Por Me. Rodolfo Alves Pena

Publicidade

Dica de Português

Vestibulares 2018

Agenda

Pleonasmos

Dicas de Física

Diretas Já