Texto -A +A

O que é inflação?

O que é Geografia?

A inflação representa a elevação no preço das mercadorias e no custo de vida.
Publicidade

A inflação é um termo da economia frequentemente utilizado para designar o aumento geral dos preços na sociedade. Ela representa o aumento do custo de vida para o consumidor e para as empresas, resultante da elevação do preço dos produtos e da desvalorização da moeda.

Quando notamos que alguns produtos são mais caros hoje do que eram antes, significa que o seu preço inflacionou. Normalmente, esse processo não costuma ser prejudicial para o consumidor, pois os reajustes nos salários-mínimos visam, sobretudo, ao acompanhamento das taxas de inflação.

A inflação torna-se prejudicial para a sociedade somente quando o seu nível aumenta em níveis muito altos e em uma velocidade grande, pois os reajustes salariais levam mais tempo para serem implementados, o que diminui o poder de compra do consumidor durante a maior parte do ano.

Se a renda de uma pessoa aumenta em um índice superior ao da inflação, significa que houve um aumento real da sua capacidade de compra.

Por exemplo: um determinado produto, há dez anos, custava R$ 2,00, sendo que hoje custa R$3,00; no entanto, a renda do trabalhador dobrou nesse período, o que significa que ele poderá comprar uma quantidade maior desse produto agora em relação a antes.

É por isso que sempre existem reclamações quando uma classe trabalhista fica muito tempo sem reajuste salarial, pois, somente com o aumento natural do salário-mínimo, estabelecido pelo governo, os trabalhadores não estão de fato recebendo mais pelo seu trabalho, uma vez que o custo de vida está constantemente elevando-se. Assim, se uma pessoa começa a ganhar mais, mas esse aumento está abaixo da taxa de inflação, significa que, na verdade, ela está ganhando menos do que antes, porque o seu poder de compra passou a ser menor.

O que causa a inflação?

Existem três principais motivos que podem estar associados ao crescimento da inflação:

a) Quando há um descompasso entre a oferta e a procura

Um das leis básicas do capitalismo é a da oferta e da procura. Quando a procura é muito maior do que a oferta de um determinado produto, o seu preço aumenta; quando é muito menor, seu preço diminui. Assim, quando a população possui uma maior renda ou mais crédito para comprar, há um aumento súbito da procura que geralmente não é acompanhado pela oferta, o que eleva os preços e intensifica a inflação.

Do mesmo modo, quando a produção encontra algum tipo de problema – o que é comum na agricultura por ser uma atividade dependente das condições climáticas –, a oferta diminui, enquanto a procura permanece igual ou maior, aumentando novamente os preços.

b) Aumento dos lucros privados

Quando uma empresa consegue o monopólio ou um amplo controle de um produto ou setor do comércio, ela passa a controlar a variação de preços nesse setor. Assim, como o objetivo principal do sistema capitalista é o lucro individual, os empresários dessa instituição vão procurar aumentar ao máximo os preços, haja vista que não há concorrência para forçar uma queda.

Se esse caso se generaliza na sociedade, ou seja, se a maior parte dos produtos passa a ser controlada por poucos empresários (o que é uma tendência do Capitalismo Financeiro atual), instala-se um processo generalizado de inflação em função da elevação do custo de vida do consumidor.

c) Aumento rápido dos custos de produção

Quando as empresas sofrem com um rápido aumento no custo da produção de suas mercadorias, seja com aumento repentino de salários, excesso de dívidas e aumento intensivo de impostos, elas tendem a repassar esse custo ao consumidor. Assim, novamente os preços elevam-se e a inflação sobe.

Outro fator associado é o aumento dos gastos com matérias-primas. Se o preço delas eleva-se por algum motivo (escassez, controle dos fornecedores, alta do dólar ou razões políticas), o custo dos produtos tende a aumentar, puxando a inflação para cima. Uma das matérias-primas mais importantes atualmente é o petróleo, de forma que a sua eventual elevação de preços pode provocar verdadeiras crises econômicas. Foi isso o que ocorreu na década de 1970, com a chamada Crise do Petróleo.

Por esse motivo, é sempre importante estarmos atento aos índices de inflação divulgados e às medidas do governo para combater esse problema. Um dos meios para fazer isso é o aumento dos juros pelo Banco Central, pois, com isso, a taxa de crédito diminui e o poder de compra do consumidor passa a ser menor, o que diminui os preços e controla o custo de vida. Porém, dependendo das características e causas dessa inflação, tal medida pode não ser o suficiente.


Por Me. Rodolfo Alves Pena

Publicidade

Pleonasmos Viciosos

Está Chegando!

Enem

Dinossauros

Você Sabia?

Curiosidades