Texto -A +A

O que é agricultura intensiva?

O que é Geografia?

O que é agricultura intensiva? Trata-se de uma modalidade de produção agrícola que utiliza muitos insumos e tecnologia.
Publicidade

Agricultura intensiva é um agrossistema que visa, essencialmente, ao aumento da produtividade e à redução do tempo de produção. Para atingir esse objetivo, quem pratica essa modalidade de produção agrícola faz uso intensivo de insumos, máquinas, implementos e tecnologia aplicada ao cultivo.

A agricultura intensiva é típica dos países desenvolvidos, que possuem mais recursos para investir nesse tipo de produção. Entretanto, também é encontrada em países subdesenvolvidos, mas, geralmente, nessas nações, a produção agrícola nessa modalidade destina-se à exportação.

Características da agricultura intensiva

Na agricultura intensiva, há a utilização de máquinas em todo o processo produtivo
Na agricultura intensiva, há a utilização de máquinas em todo o processo produtivo

  • É um sistema agrícola que apresenta alta produtividade por hectare. Isso significa que se produz cada vez mais no mesmo espaço de plantio. Além do foco na produtividade, há também preocupação com a redução do tempo entre o preparo do solo e a colheita;

  • Há uma intensa mecanização da produção. São utilizados implementos agrícolas como aradeiras, roçadeiras, plantadeiras, máquinas para a aplicação de pesticidas ou aviões, colheitadeiras, tratores, caminhões para o transporte etc.;

  • A mecanização reduz expressivamente a necessidade de trabalhadores, e a mão de obra que é utilizada nessa modalidade é especializada, pois precisa conhecer as técnicas empregadas e a operação do maquinário;

O controle e eliminação de pragas por meio do uso de defensivos químicos é comum na agricultura intensiva
O controle e eliminação de pragas por meio do uso de defensivos químicos é comum na agricultura intensiva

  • Utiliza-se uma grande quantidade de fertilizantes e corretores do solo, bem como inseticidas, herbicidas e outros agrotóxicos para combater pragas que atinjam as lavouras. Esse é um dos motivos que fazem com que a agricultura intensiva necessite de um volume expressivo de recursos financeiros, em razão do valor elevado desses insumos;

  • É comum também o emprego de sementes e mudas selecionadas que apresentam imunidade ou resistência a pragas ou que sejam mais adequadas ao tipo de solo e clima. Essa seleção garante maior produtividade e menores perdas;

  • Há o investimento em técnicas e tecnologias, como biotecnologia (modificação genética de sementes e plantas), irrigação, terraceamento, drenagem dos solos etc.;

  • A agricultura intensiva é um sistema muito integrado à indústria, tanto como atividade que depende da indústria para ser realizada – implementos agrícolas, pesticidas, fertilizantes – quanto como fornecedor de matéria-prima – seus produtos são vendidos para as indústrias beneficiadoras de alimentos, indústrias de biocombustíveis, têxtil, de cigarros, de móveis e diversas outras.

Agricultura intensiva e meio ambiente

É inegável a contribuição da agricultura intensiva para o aumento da produtividade e da produção de gêneros agrícolas como um todo. A intensificação e aperfeiçoamento das técnicas de produção agrícola estão subordinadas às necessidades dessa modalidade. Entretanto, também deve haver uma preocupação para que a prática agrícola esteja aliada à sustentabilidade dos recursos naturais.

A agricultura orgânica, técnicas de irrigação, a utilização de adubos e defensivos biológicos são apenas algumas das tentativas de minimizar os impactos causados pela agricultura no meio ambiente. Se essa convivência será pacífica no futuro, ainda não sabemos, contudo, ações devem ser realizadas nesse sentido.


Por Amarolina Ribeiro
Graduada em Geografia

Publicidade

Dica de Português

Vestibulares 2018

Agenda

Pleonasmos

Dicas de Física

Diretas Já