Texto -A +A

O que é um neutrino?

O que é Física?

O que é um neutrino? Trata-se de partículas subatômicas de massa infinitesimal e carga elétrica nula. Depois dos fótons, eles são o tipo de partícula mais abundante no universo.
Publicidade

Os neutrinos são partículas subatômicas desprovidas de carga elétrica, extremamente leves e que existem em enorme abundância na natureza. Depois dos fótons, eles são o tipo de partículas elementares mais abundante no universo. Aproximadamente 65 bilhões de neutrinos passam através de cada centímetro quadrado da superfície terrestre por segundo.

Como foram descobertos?

O decaimento beta ocorre quando um núcleo instável emite um elétron, o que causa a perda de energia por parte do núcleo e a alteração do número de prótons a ele pertencentes. Por meio de observações, verificou-se que a energia perdida pelo núcleo instável não era totalmente “carregada” pelo elétron. Assim, surgiu uma dúvida a respeito do que estava ocorrendo com o restante da energia perdida pelo elemento instável.

Decaimento beta de um núcleo
Decaimento beta de um núcleo

Em 1930, o físico austríaco Wolfgang Pauli sugeriu que a energia que faltava deveria ser levada por uma partícula extremamente pequena e sem carga elétrica, o que a tornaria extremamente difícil de ser detectada. Em 1932, o italiano Enrico Fermi denominou de neutrinos as partículas que possuíam o restante da energia perdida pelo elemento instável. Em italiano, o termo neutrino significa pequeno nêutron, mas essa partícula não pode ser confundida com os nêutrons, tipo de elemento que constitui o núcleo dos átomos.

A interação dos neutrinos com a matéria é muito fraca, por isso, esses elementos são de difícil detecção. Após o advento dos reatores nucleares, depois da Segunda Guerra Mundial, Fred Reines e Clyde Cowan, em 1955, conseguiram detectar os neutrinos por meio de um processo denominado de decaimento beta inverso.

Qual é a importância dos neutrinos?

Após os fótons, os neutrinos são o tipo mais comum de partículas existentes no universo. Com o Big Bang, um grande número dessas partículas foi criado. Outras fontes dessas partículas são o sol, as explosões estelares (supernovas) e os raios cósmicos.

A cada segundo a Terra é atingida por uma imensidão de neutrinos provenientes de fontes intra e extragalácticas, por isso, ao compreender e detectar essas partículas, os cientistas podem encontrar preciosas informações a respeito das origens e do futuro do universo.


Por Joab Silas
Graduado em Física

Publicidade

Dica de matemática

Encceja

Encceja

Curiosidades

Geografia

Você Sabia?