Texto -A +A

O que são hemácias?

O que é Biologia?

Entender o que são hemácias e como elas funcionam permite-nos compreender a relação entre vários processos importantes, como a respiração pulmonar e a celular.
Publicidade

As hemácias são células sanguíneas também conhecidas como glóbulos vermelhos ou eritrócitos. Exercem importante papel na oxigenação dos tecidos, sendo também responsáveis pela cor vermelha do sangue.

Características das hemácias

As hemácias são células arredondadas, com forma de um disco bicôncavo, que apresentam cerca de 7,5 µm de diâmetro e 2,6 µm de espessura na região periférica e cerca de 0,8 µm na região central. A forma da hemácia aumenta a superfície de contato, garantindo uma troca gasosa mais eficiente. Além disso, as hemácias são flexíveis, o que facilita o transporte.

As hemácias também se destacam por sua ausência de núcleo e, portanto, ausência de material genético. Em razão dessa característica, as hemácias são células que vivem por um período curto de tempo e são incapazes de se dividir.

A cor vermelha das hemácias resulta de um pigmento vermelho denominado de hemoglobina. A hemoglobina é uma proteína formada por quatro subunidades que apresentam uma porção proteica ligada a um grupo heme, que contém ferro. É essa proteína a responsável por garantir o transporte de oxigênio pelo corpo.

As hemácias são produzidas (eritropoiese) na medula óssea e, após um período médio de 120 dias, ocorre a sua destruição, que é feita no fígado e baço. Nesses locais, ocorre a quebra das moléculas de hemoglobina e a disponibilização de aminoácidos e ferro, que podem servir para a fabricação de novas hemácias.

As hemácias são as células sanguíneas mais numerosas no sangue
As hemácias são as células sanguíneas mais numerosas no sangue

Funções das hemácias

As hemácias apresentam como função principal o transporte do oxigênio obtido pelo sistema respiratório até as células do corpo. Também é papel das hemácias transportar uma parte do gás carbônico produzido pelas células para que ele possa ser eliminado. Vale frisar que grande parte do gás carbônico que é produzido nos tecidos é transportada pelo plasma sanguíneo.

Ao chegar aos pulmões, mais precisamente aos alvéolos pulmonares, a hemoglobina liga-se a moléculas de oxigênio, formando a oxiemoglobina. Nos tecidos, a hemoglobina combina-se com o gás carbônico, formando a carboemoglobina.

Anemia

Anemia é o nome dado às doenças que se caracterizam pela baixa quantidade de hemoglobina no sangue. Esse problema apresenta diversas causas, como uma alimentação com baixa quantidade de ferro ou, ainda, a produção baixa de hemácias, a destruição exagerada dessas células e hemorragias graves.

Na anemia, o transporte de oxigênio é afetado e, consequentemente, as células realizam o processo de respiração celular em menor quantidade. Sem a respiração celular ocorrendo de forma intensa, menos energia é produzida e o indivíduo sente maior fraqueza e cansaço.

Vale ressaltar também a existência da anemia falciforme, uma doença hereditária caracterizada pela deformação da hemácia, que apresenta, nesse caso, a forma de foice. Essa mudança na hemácia faz com que ela se torne menos flexível e seja mais frágil que a hemácia normal, o que desencadeia a destruição rápida dessa célula sanguínea.

CURIOSIDADE: Você sabia que as hemácias são as células sanguíneas mais numerosas do organismo? Em um indivíduo normal, existem cerca de 4 a 5 milhões dessas células por decilitro de sangue. É em razão da grande quantidade de hemácias que nosso sangue torna-se vermelho.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Publicidade

Água x Incêndios

Inscrições

ProUni

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

Dica de redação

Dica de Redação

Dica

Curiosidades do sono