Texto -A +A

O que é plâncton?

O que é Biologia?

O plâncton é formado por micro-organismos que ficam suspensos na água.
Publicidade

O plâncton é composto por organismos que ficam suspensos na água e engloba seres fotossintetizantes e pequenos animais. O termo plâncton, do grego planktos, significa “errante” e retrata bem esse grupo de organismos, uma vez que esses vivem em suspensão na água.

Chamamos de fitoplâncton o grupo formado por algas planctônicas e cianobactérias. Os animais, como crustáceos e larvas de insetos, chamamos de zooplâncton. Todos esses seres apresentam características que permitem a vida no plâncton, como o formato do corpo para a flutuação, que se faz necessária porque eles se locomovem de acordo com a movimentação da corrente de água.

O plâncton é muito importante para a vida no planeta. O fitoplâncton, através do processo de fotossíntese e calcificação, é capaz de retirar grande quantidade de CO2 da atmosfera. Esses organismos fixam CO2 na fotossíntese e possibilitam a formação de carbonato de cálcio, que é então depositado em cima do fitoplâncton na forma de pequenas escamas. Além disso, ao realizarem fotossíntese, estão contribuindo para a produção de oxigênio atmosférico.

Além desse papel importante na captura de CO2 atmosférico e liberação de O2, o fitoplâncton constitui uma base na cadeia trófica de comunidades aquáticas. Os fitoplânctons servem de alimento para os zooplânctons. Mas não são só animais pequenos que se alimentam dos plânctons, existem algumas espécies de baleias e o tubarão-baleia que se alimentam também desses organismos. Esses animais comem grande quantidade desses seres vivos através de filtração.

É curioso notar que grande parte do zooplâncton é transparente, isso dificulta a visualização por parte dos predadores. Outra característica interessante é a bioluminescência, que sua função ainda não é bem esclarecida, mas possivelmente está relacionada à defesa, uma vez que a luminosidade pode confundir o predador.

Podemos classificar os animais do plâncton de acordo com o tempo que vivem nele. Chamamos de holoplâncton ou zooplâncton permanente aqueles que passam todo seu ciclo de vida no plâncton. Já os que passam apenas alguma fase, como larvas de insetos, denominamos de meroplâncton ou zooplâncton temporário.

Vários fatores podem influenciar na quantidade de plâncton em uma região, que pode ser alterada em virtude de variações sazonais e predação, por exemplo. Em relação ao plâncton marinho, observa-se que é maior o número de espécies de zooplâncton em oceano aberto quando comparado com as áreas costeiras. Entretanto, nas áreas mais costeiras, é encontrada uma maior quantidade de indivíduos.

O homem também influencia na quantidade de plâncton. Através da poluição dos ambientes aquáticos, o homem pode causar um aumento acelerado de algumas algas, o que é denominado de floração. Esse processo pode ser observado através da mudança de cor da água. É importante ressaltar que algumas florações são tóxicas e que algumas toxinas liberadas por algumas algas podem levar à morte.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Publicidade

Dica de Português

Abre dia 29

SiSU

Pleonasmos

Dicas de Física

Diretas Já