Texto -A +A

O que é metamorfose?

O que é Biologia?

Compreender o que é metamorfose é importante para que possamos entender melhor o processo de desenvolvimento do corpo dos seres vivos.
Publicidade

Quando falamos em metamorfose (do grego metabole = mudança), referimo-nos às mudanças que ocorrem na estrutura, na forma do corpo e até mesmo na forma de vida de alguns organismos durante seu desenvolvimento. Alguns autores definem o processo ainda como uma transição da forma larval para a forma adulta durante o desenvolvimento.

Quando um organismo apresenta metamorfose, dizemos que ele possui desenvolvimento indireto. Aqueles que não sofrem essas transformações apresentam o que chamamos de desenvolvimento direto, como é o caso dos seres humanos.

Principais casos de metamorfose

Existem diversos grupos de animais que sofrem metamorfose, como moluscos, equinodermos, peixes, anfíbios e insetos. Sem dúvidas, as metamorfoses mais conhecidas são aquelas que ocorrem em anfíbios e insetos. Vejamos mais sobre a metamorfose desses grupos:

  • Metamorfose em anfíbios anuros

    Nos anfíbios anuros, como sapos, ocorrem mudanças muito intensas da larva para a forma adulta. Verifica-se, por exemplo, a variação na boca, que, no girino, é adaptada para a ingestão de algas e filtração; mas, no adulto, é grande e adaptada para a ingestão de insetos. A respiração também é um grande mudança, uma vez que, no jovem, ela é do tipo branquial e, no indivíduo adulto, é pulmonar.

Observe as modificações que ocorrem no corpo desse anfíbio durante seu desenvolvimento
Observe as modificações que ocorrem no corpo desse anfíbio durante seu desenvolvimento

Primeiramente, nascem pequenas larvas dos ovos, que são chamadas de girino. Essas larvas possuem brânquias, cauda e não apresentam pernas. As mudanças no girino inicialmente são poucas, havendo, basicamente, seu crescimento. Depois, há o surgimento das pernas – as posteriores surgem primeiro que as anteriores – e o desaparecimento das brânquias. A cauda regride e o animal passa a apresentar seu aspecto adulto.

  • Metamorfose em insetos

    A metamorfose dos insetos pode ser de dois tipos: completa ou incompleta. Na metamorfose completa, ocorrem mudanças claramente visíveis, uma vez que o estágio imaturo é completamente diferente do adulto. Já na metamorfose incompleta, as mudanças são graduais. Quando um inseto apresenta metamorfose completa, é chamado de holometábolo; quando apresenta metamorfose incompleta, é chamado de hemimetábolo.

    Como exemplo de metamorfose completa, podemos citar a metamorfose da borboleta. Esse animal eclode do ovo como uma larva, que se alimenta intensamente. Posteriormente, após algumas mudas, a lagarta entra em fase de pupa, isto é, ela fica presa no interior da crisálida (casulo). Nessa fase, não há alimentação e o animal sobrevive apenas de suas reservas acumuladas. Após algum período, ocorre a eclosão e o adulto alado está formado.

A borboleta é um organismo que sofre metamorfose completa
A borboleta é um organismo que sofre metamorfose completa

Na metamorfose incompleta, a modificação é gradual e menos perceptível. Esse tipo de modificação pode ser observada em gafanhotos, por exemplo. Nesses animais, observa-se um estágio imaturo chamado de ninfa, em que o inseto não possui asas e seus órgãos reprodutivos são pouco desenvolvidos. Com o tempo, após mudas sucessivas, essas características vão surgindo até que temos um adulto com asas e pronto para a reprodução.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Publicidade

Água x Incêndios

Inscrições

ProUni

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

Dica de redação

Dica de Redação

Dica

Curiosidades do sono