Texto -A +A

O que é cianobactéria?

O que é Biologia?

Para compreender o que é uma cianobactéria, é fundamental conhecer suas características e entender que, apesar de fotossintetizante, esse ser não pode ser classificado como alga.
Publicidade

Cianobactérias, também chamadas de algas azuis ou algas cianofíceas, são micro-organismos procariontes capazes de realizar fotossíntese, mas não apresentam fotossistemas organizados em cloroplastos. Por essa razão, elas são, muitas vezes, comparadas com bactérias e algas.

As cianobactérias surgiram há aproximadamente três bilhões de anos na Terra. Essa datação é confirmada a partir de fósseis conhecidos como estromatólitos, que foram formados por esses micro-organismos. Por existirem há tanto tempo, acredita-se que as cianobactérias foram as responsáveis pela produção do oxigênio que se acumulou na atmosfera primitiva.

Principais características das cianobactérias

As cianobactérias são organismos fotossintetizantes (autotróficos) que se assemelham muito às algas unicelulares, entretanto, por não possuírem um núcleo delimitado por membrana (procarionte), também são muito semelhantes às bactérias. São unicelulares, mas podem ser encontradas formando colônias ou filamentos. Esses organismos, no ecossistema aquático, formam o chamado fitoplâncton e constituem a base da cadeia alimentar desses ecossistemas.

A coloração das cianobactérias é conseguida pela presença de diferentes pigmentos, tais como clorofila, ficocianinas e ficoeritrinas. Além de promoverem a coloração desses organismos, os pigmentos relacionam-se com o processo de fotossíntese.

As cianobactérias são encontradas em diversos habitat, sendo a maioria, no entanto, de água doce. O grande sucesso das cianobactérias está relacionado com fatores como sobreviver em ambientes com diferentes tipos de luminosidade, serem capazes de estocar nutrientes e conseguirem captar nitrogênio atmosférico.

Florações de cianobactérias

Em condições ideais (concentrações de Nitrogênio e Fósforo aumentadas, temperaturas elevadas e disponibilidade de luz), as cianobactérias reproduzem-se de maneira exagerada, causando as famosas florações. Essas florações estão muito relacionadas com o processo de eutrofização, causado, principalmente, pelo homem, que lança uma grande quantidade de esgoto nas águas. Vale frisar que as florações desencadeiam mudanças na coloração e gosto da água.

Cianobactérias e suas toxinas

Existem várias espécies de cianobactérias capazes de produzir toxinas, também chamadas de cianotoxinas. As cianotoxinas funcionam como uma proteção contra predação e podem causar danos graves se ingeridas pelos seres humanos.

As cianotoxinas podem ser classificadas de acordo com sua ação em neurotoxinas, hepatotoxinas e dermotoxinas. As neurotoxinas podem causar tremores na pele, respiração ofegante, desequilíbrio e convulsões quando ingeridas. Já as hepatotoxinas afetam o fígado e podem causar o aumento desse órgão e hemorragias que podem levar à morte. Vômitos e diarreia podem ser sinais de ingestão desse tipo de toxina. Por fim, temos as dermotoxinas, que causam irritação em contato com a pele.

Em locais onde a água é utilizada para abastecimento, deve haver uma constante análise para evitar que cianobactérias reproduzam-se de forma acentuada. Uma grande quantidade de cianobactérias pode provocar um aumento de toxinas na água, provocando riscos à saúde de quem consome.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Publicidade

Pleonasmos Viciosos

Fique esperto!

Enem

Dinossauros

Você Sabia?

Curiosidades