Texto -A +A

Oração sem sujeito

Gramática

A oração sem sujeito apresenta verbos impessoais, os quais não se referem a uma pessoa do discurso.
Publicidade

É bastante comum ouvirmos que os termos essenciais da oração são o sujeito e o predicado. Entretanto, essa informação não é verdadeira, isso porque existem orações que não admitem sujeito, pois apresentam verbos impessoais. Como o próprio nome sugere, os verbos impessoais são aqueles que não se referem a uma pessoa do discurso.

Analise os exemplos abaixo:

  • muitas pessoas aqui na sala ainda...

  • Choveu praticamente durante a noite toda.

  • dias que não chove.

  • Nevou muito em julho deste ano.

Após a leitura dos enunciados, é possível observarmos que os verbos impessoais, grifados de vermelho, não são determinados por um termo específico da oração, sendo assim, não são flexionados em número e pessoa e que o foco é a ação verbal, a qual não é atribuída a nenhum sujeito.

Vejamos quais são os casos mais comuns de orações sem sujeito:

a) Verbos intransitivos que indicam fenômenos da natureza:

  • Amanhecer (Bom dia, já amanheceu!)

  • Anoitecer (Parece que demorou para anoitecer hoje.)

  • Trovejar (Trovejou muito nessa madrugada)

b) Verbos relacionados aos fenômenos da natureza ou às expressões temporais:

  • Ser (Isso é melhor do que aquilo)

  • Estar (Está frio hoje.)

  • Fazer (Faz cinco meses que comecei a malhar.)

  • Haver ( dois meses parei de fumar.)

Por não haver sujeito nas orações, os verbos impessoais permanecem na terceira pessoa do singular.

 

Por Ma. Luciana Kuchenbecker Araújo

Publicidade

Dúvida de Português

Vestibular

Enem

Hand Spinner

Curiosidades

Você Sabia?