Texto -A +A

29 de maio – Dia do Geógrafo

Geografia

O dia do geógrafo, comemorado sempre em 29 de maio, é um reconhecimento da importância desse profissional para a sociedade.
Publicidade

Comemora-se, no dia 29 de maio, o dia do geógrafo. O profissional formado em Geografia é responsável por estudar, analisar e compreender a lógica de produção e transformação do espaço humanizado, bem como a relação desse com o meio natural. Assim, a pertinência do geógrafo é a abordagem da interação entre natureza e sociedade.

Aqueles que pretendem seguir carreira nessa área poderão optar pela licenciatura e pelo bacharelado. Os licenciados tornar-se-ão aptos a ministrar aulas na disciplina de Geografia no ensino fundamental e médio, necessitando de especialização, mestrado e/ou doutorado para lecionar em nível superior. Já os bacharéis, após formados, deverão filiar-se ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), trabalhando através de pareceres técnicos em diversos campos, como planejamento urbano, estudo de impactos socioambientais, contenção de problemas erosivos, entre outros importantes méritos.

Apesar dos salários de geógrafos técnicos serem, em média, superiores, no campo da licenciatura existe uma quantidade maior de vagas disponíveis, também havendo bons salários em algumas escolas.

A importância do trabalho do Geógrafo na sociedade encontra-se em seu nível de abrangência. A ciência geográfica intersecciona-se com inúmeros outros campos do conhecimento, como o urbanismo, a economia, a sociologia, a biologia, entre inúmeras outras áreas. Isso ocorre porque se trata de uma ciência horizontal, isto é, seu diferencial não está em compreender um tema específico, mas abordar os mais diversos conhecimentos a partir de um categorial próprio, do qual se destaca o espaço geográfico.

É preciso, porém, desfazer alguns mitos com relação à Geografia. O primeiro deles é de que essa ciência estuda as capitais, bandeiras e nomes de moedas dos países, sendo obrigação do professor da área saber todas de cor. Isso não é verdade, tanto é que tal concepção nem está prevista na grade curricular do curso.

O mais importante para o geógrafo é compreender as manifestações socioespaciais, no sentido de empreender um estudo sobre como as técnicas, as ações humanas e o comportamento do espaço, dos territórios, das regiões, das paisagens e dos lugares transformam-se com o passar do tempo.

Dentre as principais áreas da Geografia, podemos citar:

Geografia Urbana: estuda as relações sociais e naturais no espaço das cidades, analisando os processos de produção e transformação dos lugares, paisagens e regiões urbanas.

Geografia Agrária: realiza estudos sobre a produção no meio rural, envolvendo os espaços humanizados e as condições naturais favoráveis ao empreendimento das técnicas agrícolas e pecuárias no meio agrário.

Geopolítica: envolve o estudo do comportamento e ação do Estado frente ao domínio e poder dos territórios.

Demografia: realiza estudos sobre as dinâmicas populacionais, envolvendo os saldos de crescimento e os índices e vetores de migração em nível local e global.

Geografia econômica: compreende as transformações no espaço exercidas pelas atividades econômicas, como a agricultura, industrialização e o comércio.

Geografia Cultural: abrange as formas diversas de cultura, compreendendo suas distribuições espaciais e a forma com que modificam e são modificadas pelo meio.

Geografia da Religião: discute as transformações do mundo religioso sobre o meio geográfico, suas transformações técnicas, as relações entre o espaço sagrado e o espaço profano, além da distribuição dos templos e práticas relacionadas com as diversas religiões.

Turismo (ou Geoturismo): compreende os vetores populacionais dos destinos turísticos e suas relações econômicas, naturais e sociais.

Geomorfologia: estuda as formas de relevo e a dinâmica superficial da Terra, estando em constante sintonia com a Geologia.

Climatologia: envolve os estudos sobre a atmosfera e suas transformações ao longo do tempo.

Hidrografia / hidrologia: estuda a dinâmica e disponibilidade dos cursos d'água e das bacias de drenagem.

Biogeografia: estuda a dinâmica das transformações causadas pelos seres vivos, com destaque para o estudo sobre os domínios morfoclimáticos.

Cartografia: trabalha na elaboração de mapas temáticos e no seu tratamento técnico, envolvendo também o Geoprocessamento e os Sistemas de Informações Geográficas.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

Publicidade

Erros Comuns na Regra de Três

Fuvest 2018

Fuvest

Danos Morais

Curiosidades

Você Sabia?