Texto -A +A

Trânsito de Mercúrio e Vênus

Física

O trânsito de Mercúrio e o trânsito de Vênus ocorrem quando esses planetas passam em frente ao disco solar, formando uma mancha negra no Sol.
Publicidade

O chamado Trânsito de Mercúrio é o nome que se dá à passagem do planeta Mercúrio na frente do Sol. O mesmo fenômeno ocorre com o planeta Vênus, configurando aquilo que conhecemos como Trânsito de Vênus. O efeito visual é de uma pequena mancha negra no Sol que, com o passar do tempo, vai se deslocando até cruzar todo o disco solar.

Esse fenômeno ocorre com os planetas Mercúrio e Vênus porque eles possuem uma órbita menor que a órbita da Terra. Por essa razão, quando as órbitas da Terra e desses planetas coincidem, podemos vê-los passando na frente do Sol. Como as órbitas de Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno são maiores que a da Terra, nunca poderemos ver o trânsito desses planetas.

  • Descoberta do fenômeno

O trânsito de Mercúrio e de Vênus começaram a ser observados a partir do século XVII com os trabalhos do astrônomo Johannes Kepler, responsável por enunciar três leis que mostram o comportamento dos planetas ao redor do Sol. O trânsito dos planetas não só contribuiu para o trabalho de Kepler, mas também possibilitou a previsão de ocorrência desses fenômenos.

O astrônomo e matemático inglês Jeremiah Horrocks foi o primeiro a observar e a fazer anotações relevantes sobre o trânsito de Vênus que ocorreu em dezembro de 1631.

  • Frequência de ocorrência

A ocorrência do trânsito de Mercúrio e Vênus depende do alinhamento das órbitas desses planetas com a órbita da Terra. Como Mercúrio está mais próximo do Sol, ele possui um período de translação pequeno, cerca de 88 dias. Sendo assim, a ocorrência de seu trânsito é mais frequente. Vênus gasta 243 dias para completar um giro ao redor do Sol e, a cada 19 meses, ele passa entre o Sol e a Terra. Todavia, o seu trânsito só pode ser observado se as órbitas estiverem alinhadas. O último trânsito de Vênus ocorreu em junho de 2012 e o próximo ocorrerá somente em dezembro de 2117!

A tabela abaixo traz as datas da ocorrência dos próximos trânsitos de Mercúrio que poderão ser vistos no Brasil e os horários em que o fenômeno poderá ser observado.

* Horário em UTC

 

Repare que o trânsito de Mercúrio ocorrerá em maio ou em novembro com uma média de ocorrência aproximada de oito anos. 

  • Como observar o fenômeno

Você não precisará de um telescópio para ver a ocorrência desse fenômeno astronômico, mas observar diretamente o Sol sem o uso de equipamentos pode gerar danos à visão, por isso, medidas de segurança devem ser tomadas para proteger os olhos. Existem filtros específicos colocados nos telescópios, tipos de vidros e máscaras capazes de barrar os raios solares e permitirem a observação direta da estrela. Ainda existe a opção da observação indireta do fenômeno a partir da projeção da imagem do Sol em algum anteparo.


Por Joab Silas
Graduado em Física

Publicidade

Erros Comuns na Regra de Três

Fuvest 2018

Fuvest

Danos Morais

Curiosidades

Você Sabia?