Texto -A +A

Trânsito de Mercúrio e Vênus

Física

O trânsito de Mercúrio e o trânsito de Vênus ocorrem quando esses planetas passam em frente ao disco solar, formando uma mancha negra no Sol.
Publicidade

O chamado Trânsito de Mercúrio é o nome que se dá à passagem do planeta Mercúrio na frente do Sol. O mesmo fenômeno ocorre com o planeta Vênus, configurando aquilo que conhecemos como Trânsito de Vênus. O efeito visual é de uma pequena mancha negra no Sol que, com o passar do tempo, vai se deslocando até cruzar todo o disco solar.

Esse fenômeno ocorre com os planetas Mercúrio e Vênus porque eles possuem uma órbita menor que a órbita da Terra. Por essa razão, quando as órbitas da Terra e desses planetas coincidem, podemos vê-los passando na frente do Sol. Como as órbitas de Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno são maiores que a da Terra, nunca poderemos ver o trânsito desses planetas.

  • Descoberta do fenômeno

O trânsito de Mercúrio e de Vênus começaram a ser observados a partir do século XVII com os trabalhos do astrônomo Johannes Kepler, responsável por enunciar três leis que mostram o comportamento dos planetas ao redor do Sol. O trânsito dos planetas não só contribuiu para o trabalho de Kepler, mas também possibilitou a previsão de ocorrência desses fenômenos.

O astrônomo e matemático inglês Jeremiah Horrocks foi o primeiro a observar e a fazer anotações relevantes sobre o trânsito de Vênus que ocorreu em dezembro de 1631.

  • Frequência de ocorrência

A ocorrência do trânsito de Mercúrio e Vênus depende do alinhamento das órbitas desses planetas com a órbita da Terra. Como Mercúrio está mais próximo do Sol, ele possui um período de translação pequeno, cerca de 88 dias. Sendo assim, a ocorrência de seu trânsito é mais frequente. Vênus gasta 243 dias para completar um giro ao redor do Sol e, a cada 19 meses, ele passa entre o Sol e a Terra. Todavia, o seu trânsito só pode ser observado se as órbitas estiverem alinhadas. O último trânsito de Vênus ocorreu em junho de 2012 e o próximo ocorrerá somente em dezembro de 2117!

A tabela abaixo traz as datas da ocorrência dos próximos trânsitos de Mercúrio que poderão ser vistos no Brasil e os horários em que o fenômeno poderá ser observado.

* Horário em UTC

 

Repare que o trânsito de Mercúrio ocorrerá em maio ou em novembro com uma média de ocorrência aproximada de oito anos. 

  • Como observar o fenômeno

Você não precisará de um telescópio para ver a ocorrência desse fenômeno astronômico, mas observar diretamente o Sol sem o uso de equipamentos pode gerar danos à visão, por isso, medidas de segurança devem ser tomadas para proteger os olhos. Existem filtros específicos colocados nos telescópios, tipos de vidros e máscaras capazes de barrar os raios solares e permitirem a observação direta da estrela. Ainda existe a opção da observação indireta do fenômeno a partir da projeção da imagem do Sol em algum anteparo.


Por Joab Silas
Graduado em Física

Publicidade

Dica de Português

29 de maio

SiSU

Pleonasmos

Dicas de Física

Diretas Já